Área Restrita a Clientes

O Educando pelo Esporte oferece um serviço exclusivo para a disponibilização de documentos e informações específicas via Internet.
Para acessar a área desejada, utilize a opção ao lado. Caso ainda não seja nosso cliente, entre em contato conosco.

Intranet



Área restrita   |   Escola
agende uma visita

Localização

Educando Pelo Esporte

Rua Benedito Bonzom Penteado, 615
Jardim Pacaembú - Piracicaba, SP
CEP 13424-485
Fone: 19 3433.5085 / 2532.5184

Enquete

Parceiros

Hino de Piracicaba fala de amor e saudade

Em dezembro de 2015 a canção ‘Piracicaba’ completa 40 anos desde que foi instituída como hino oficial do município. Composta pelo poeta e músico Newton de Almeida Mello, a música fala da saudade que acometeos ‘filhos’ da terra que vivem longe daqui.

 

Escrita em 9 de setembro de 1931, rapidamente se popularizou por todo o país. A ideia de torná-la o hino municipal partiu do vereador José Alcarde Correa e foi oficializada pelo então prefeito Adilson Benedito Maluf, que em 30 de dezembro de 1975, promulgou a lei 2.207.

 

O jornalista Cecílio Elias Neto, que conviveu com Newton de Mello na década de 1960, se recorda das histórias contadas pelo poeta. “Nesta época eu era diretor de redação da Folha de Piracicaba, que ficava em frente à casa do médico Antonio Cera Sobrinho, onde Newton morava, na esquina da rua Rangel Pestana com a Benjamin Constant. Além de poeta, ele era professor primário, músico e um boêmio inveterado. Ele esteve envolvido em um crime passional, uma tragédia da qual nunca conseguiu superar”, disse. “Engana-se quem pensa que a música foi composta aqui em Piracicaba”, afirmou o Elias Neto.

 

“Ela nasceu em Rafard, na Fazenda Itapeva, onde Newton estava saudoso de Piracicaba. Ele dizia que foi tudo muito rápido, naquele mesmo dia, à noite, ele veio a Piracicaba, onde apresentou a canção aos amigos no antigo Bar Giocondo, que ficava no entorno da praça José Bonifácio”, disse o jornalista.

 

Uma entrevista publicada pelo Diário de Piracicaba, em 24 de abril de 1956, apresentou um testemunho histórico de Newton de Mello sobre como compôs a música. “Lembro-me bem disso tudo. Não por vaidade, mas apenas esclarecendo um ponto para mim interessante, devo dizer que a letra e a música dessa despretensiosa canção foram compostas, simultaneamente, em cinco minutos. (...) Guardei-a na memória e, como na noite do mesmo dia me encontrava em Piracicaba, entre velhos amigos, cantarolei-a para eles. Surgiu logo um violão. Aprenderam em três tempos e houve um geral entusiasmo que, de certo modo, me lisonjeou.”

 

O jornalista Cecílio Elias Neto alertou para a confusão cometida por muitos piracicabanos que pensam que o hino de Piracicaba é outra música. “Infelizmente, com o modismo da chamada música sertaneja, há grande número de pessoas acreditando que o hino de Piracicaba é a composição Rio de Lágrimas (O rio de Piracicaba/Vai jogar água pra fora/Quando chegar a água/Dos olhos de alguém que chora), muito divulgada no rádio e televisão. É preciso resgatar a memória do povo para que conheçam a obra de Newton de Mello, e saibam dar o merecido reconhecimento a sua história e obra”.

 

LEI — A popularização foi um dos principais fatores que levaram a canção ao posto de hino. O Jornal de Piracicaba teve acesso, no Departamento de Documentação e Arquivo da Câmara, ao original do projeto de lei onde consta a justificativa da instituição da música como hino.

 

“Ninguém, temos certeza, colocará em dúvida a popularidade da composição de Newton de Mello, nem a profundidade de seu significado humano, social, artístico e cívico, além da exatidão com que ela virá a ajustar- se como hino do povo Piracicabano”, cita a justificativa do projeto.

 

No documento de 17 páginas é possível acompanhar a tramitação do projeto. O PL deu entrada em 1º de setembro de 1975, menos de quatro meses foi sancionado pelo Executivo, até ser publicado no Diário Oficial do Município em 1º de janeiro de 1976.

 

Para Fábio Bragança (foto), diretor do departamento, a composição se diferencia por não ter sido composta com o objetivo de se tornar um hino.

 

“O mais interessante é que o nosso hino é uma moda de viola e não tem aquele tom ‘pesado’ e militar dos demais hinos. O projeto foi muito bem elaborado e consta, inclusive, a partitura com a melodia e o arranjo oficiais, da forma como a música deverá ser apresentada”, disse.

 

Via: Jornal de Piracicaba (http://www.jornaldepiracicaba.com.br/capa/default.asp?p=viewnot&cat=viewnot&idnot=229544)


 

Educando Pelo Esporte  |  Rua Benedito Bonzom Penteado, 615
Jardim Pacaembú  -  Piracicaba, SP  |  Fones 19. 3433.5085 / 2532.5184
Site desenvolvido pela
TBrWeb (XHTML / CSS)